Notícias

10/05/2021
Tem correio para você


É engraçado o que os momentos difíceis fazem com a gente. Bebemos toda gota do que é bom, o que antes desperdiçávamos, nem dávamos atenção.

Na pandemia, nós duas mandamos cartas. Não fazíamos isso há séculos. Até a Itália recebeu uma cartinha das Irmãs de Palavra. E também tivemos a alegria de encontrar, entre os recebidos dos correios, mais que propagandas, contas e compras on-line; nós também recebemos cartas nesses tempos.

“A distância não impede ninguém de fazer a vida de alguém mais especial. Com esse tempo que vivemos, o carinho é uma benção!”

Jussara, a dona dessa fala, é uma nova amiga que conhecemos este ano em um dos grupos remotos de que fazemos parte. Ela nos enviou essa mensagem pelo WhatsApp assim que chegou nosso correio lá na Itália. Mandamos para ela a edição passada do Jornal da Gleba; ela aparece na foto.

É a distância que se encurta com palavras. Mas não qualquer palavra. Precisa de um pouco de capricho, dedicar tempo, ser sincera e cheia de emoção. A palavra do coração.

Acabamos de ler um livro que traz um pouco disso, “Nas folhas do chá – o segredo das cartas chinesas”. A obra é escrita por uma autora brasileira contemporânea, Flavia Lins e Silva, junto com uma escritora chinesa, Liu Hong. Curiosamente, as duas nunca tinham se visto quando escreveram essa história, fizeram tudo através de trocas de correspondências. E é exatamente assim que o enredo é narrado: duas adolescentes de 13 anos mandando cartas e e-mails uma para outra. Uma carioca e outra chinesa. Elas se tornam amigas e se metem em uma aventura. Descobrem uma paixão proibida entre os avós. E as cartinhas e e-mails que enviaram mudam tudo.

Viajando por fios, satélites, navio, caminhão ou bicicleta, não importa; quando a palavra certa chega até você, não é uma coisa qualquer que se lê e daqui cinco minutos nem se lembra mais. É como aquele abraço que você recebe num dia péssimo. De repente, lhe dá coragem.

 

Beijos, Irmãs de Palavra

Busca