Notícias

12/10/2020
Cresce a oferta e a procura por esportes praticados na areia


Opção para a situação de pandemia, Beach Tennis vira sensação em Londrina

Com máximas de 40° nas últimas semanas, a primavera chegou com tudo em Londrina. Com altas temperaturas e em situação de quarentena, as atividades ao ar livre têm sido uma pedida cada vez mais do agrado dos londrinenses. Esportes ao ar livre como o Futevôlei e o Vôlei de Praia têm ganhado destaque. Mas a sensação do momento tem nome: Beach Tennis - sol, pés na areia, diversão e muitas calorias gastas!

A modalidade surgiu na Itália, há mais de 30 anos, mas dos últimos anos para cá é que tem se tornado febre em Londrina. O esporte traz algumas regras semelhantes às do tênis, mas com um clima totalmente diferente, o de praia!

 O clima descontraído é o diferencial que mais atrai pessoas para o Beach Tennis. É o que afirma Gustavo Beiro Hoewell, que conheceu a modalidade na Europa em 2015 e voltou com o desejo de compartilhar a experiência. Com duas unidades de Beach Tennis na cidade, uma na Arena 25 e outra no Point 43, a modalidade é carro-chefe nas redes, que também oferecem outros esportes como o Futevôlei, o Vôlei de Praia, e Funcional.

Gustavo conta que as principais técnicas do esporte são o saque; o voleio, que consiste no forehand e backhand; o smash; o drop shop, mais conhecido como curtinha; e o gancho, que é uma técnica defensiva e específica do Beach Tennis. Segundo ele, qualquer um pode jogar, pois o esporte é simples e fácil. A expectativa é que a modalidade cresça não só em Londrina, mas no Brasil todo.  

Sem experiência com tênis e com esportes, a coach Cristiana Gabriela Brandão confirma: "Não ter conhecimento de tênis não é um impeditivo, e pode ser ainda melhor quando você não vem com vícios".

Cristiana começou a praticar a modalidade há cerca de um ano e meio, quando fez aula experimental e gostou. Hoje, são de quatro a cinco vezes na semana! Para ela, tornou-se mais lazer do que esporte: "É um momento para espairecer, de descontração." E os benefícios são muitos, como "treinamento físico de resistência, trabalho dos membros inferiores e superiores, treino de raciocínio, de atenção e de concentração plena, além de alto gasto calórico.” 

Concentração e disposição também são vantagens que a professora e sexóloga Lili Nunes sentiu desde que começou a praticar a modalidade, há cerca de um mês. Além delas, "as engrenagens que estavam presas estão se soltando; a qualidade do sono tem melhorado, e a vitamina D, uma das principais pedidas, já está no corpo", conta. A prática ainda despertou gatilho para a musculação e ânimo para seguir um plano alimentar. 

Recebendo fortes indicações do esporte ao ar livre, Lili adorou o ambiente que lembra uma praia. "O cenário por si só já traz disposição", comenta, e torce para que o esporte não seja só modismo, mas continue crescendo no país e no mundo. 

 

Por Milene Pascoal

Busca