Notícias

07/10/2014
Pneus
A pressão certa dos pneus!

A grande maioria dos usuários de veículos não verifica a pressão dos pneus regularmente e quando se lembra deste fato solicita ou é lembrado por um funcionário do posto de abastecimento. O mais interessante é que pesquisas apontam para um fator grave! O brasileiro não busca a informação no manual do proprietário de seu veículo e quando o funcionário lhe pergunta "30 libras nos quatro?", cordialmente, respondemos: "Sim, pode ser?" Ou: "Isso é o ideal? Este tamanho de pneu pode ser!"
As principais funções do pneu são de carregar, guiar, transmitir, amortecer, rodar, frear e durar, mas todas essas ações dependem da manutenção do veículo. Alinhamento de direção, balanceamento de rodas, todos os itens da suspensão e direção devem estar em perfeita harmonia, incluindo a pressão dos pneus.
A pressão incorreta é diretamente ligada à segurança e compromete todas as funções do pneu descritas acima; ela é determinada pela engenharia da montadora no desenvolvimento do produto e não deve ser alterada. 
Na tabela, seguem alguns exemplos que mostram como o tamanho do veículo e peso divergem bastante em relação à pressão dos pneus.

Veículo

Pressão Pneus Dianteiros

Pressão Pneus Traseiros

Ford Ka

28 lbs

26 lbs

Jaguar S-Type

26 lbs

28 lbs

Gol G3

27 lbs

28 lbs

Land Rover Defender 110

29 lbs

40 lbs


Pressão abaixo do indicado: provoca desgaste irregular nas bordas do pneu, diminui a vida útil, deteriora a carcaça, pode haver descolamento da banda de rodagem, diminui a dirigibilidade e aderência, principalmente nas curvas, aumenta a distância nas frenagens em pisos molhados, aumenta o risco de estourar e o consumo de combustível.
sitepneu1.jpg


Pressão acima do indicado: provoca desgaste irregular na parte central do pneu, instabilidade na dirigibilidade, causando perda de aderência, principalmente nos pneus traseiros, perda da capacidade de absorção de impactos e aumento na distância de frenagem, entre outros.

sitepneu2.jpg

Vale lembrar que a sua segurança e a dos integrantes de um veículo está apoiada em quatro pontos de contato com o solo, que, na maioria dos veículos, tem uma área de absorção do tamanho de uma palma da mão. Pense nisso ao calibrar os pneus e na sua segurança ao dirigir o seu veículo.
A temperatura influencia muito na pressão dos pneus; atente-se para isso nos dias que amanhecem com grandes alterações, fazendo com que a pressão aumente ou diminua. Não esqueça que o pneu deve ser calibrado frio, ou seja, o veículo não deve ter se deslocado mais de cinco quilômetros em dias quentes.
Lembre-se de verificar a pressão correta no manual do proprietário, ou, em alguns veículos, essa informação está gravada na tampa de abastecimento ou na coluna da porta do motorista.
Obrigado e até a próxima!

Carlito Fertonani

Busca