Notícias

07/05/2018
Sobrepeso na velhice - a preocupação com a composição corporal deve ir além da obediência a padrões estéticos
Como prevenir o sobrepeso na velhice

viva-pixabay (1).jpg

Com o aumento da expectativa de vida da população, aumenta também a preocupação com a manutenção da saúde e do bem-estar dos mais velhos, já que o avanço da idade vem acompanhado de mudanças na composição corporal.Entre essas mudanças, o aumento gradual do peso, que tem início na meia-idade, ocasiona a incidência de obesidade e de sobrepeso entre idosos, o que traz consequências adversas para a saúde. Um fato importante a ser ressaltado é que o indivíduo também pode evoluir com comorbidade associada à idade e ao ganho de peso.
O papel da atividade física como tratamento não farmacológico no controle do peso corporal, e principalmente da massa de gordura, tem sido amplamente estudado, observando-se adaptações favoráveis à melhora, num perfil geral da composição corporal, com realocação da gordura localizada na região intravisceral. Em especial, esse aumento da gordura, localizado entre as vísceras, é ainda mais preocupante que o tecido gordo localizado na região subcutânea, que traz menos prejuízo para a saúde e se revela um problema de apelo mais estético.
A prática do treinamento físico implica em um aumento da taxa metabólica de repouso, que se traduz pelo crescimento do gasto energético diário. A mudança da composição corporal pode ser decorrente de uma resposta crônica frente a um programa de exercícios físicos que proporcionem aumento da massa magra e, assim, aumento da taxa metabólica de repouso. Seu incremento seria de extrema relevância para se alcançar um melhor cenário em relação à composição corporal, que estará associada à ótima saúde do idoso. 
A preocupação com a composição corporal deve ir além de padrões estéticos e basear-se em parâmetros de saúde, uma vez que a gordura visceral está associada a diversas doenças crônicas não transmissíveis e que o treinamento físico pode ser um grande aliado na melhora desse quadro. Portanto, incluir programa de exercícios físicos sistematizados,associado a mudanças no estilo de vida, como hábitos alimentares mais saudáveis e melhora da qualidade do sono, e adotar a prática de tempo de lazer de forma regular são escolhas que proporcionam um quadro geral de saúde muito mais favorável para se viver mais, com mais qualidade e independência física.

Melissa Antunes – Educadora Física
Grupo de Estudos da Clínica Esportiva Movae Londrina. Tel.: (43) 3328-6101  

Busca