Notícias

13/04/2018
Você sabe a diferença entre academia e clínica de atividade física?
Sucesso em algumas cidades brasileiras, o conceito de clínica boutique de atividade física chega à Londrina 

image1 (1).jpeg

É comum encontrarmos pessoas que não curtem o ambiente de academia tradicional, seja pelas músicas altas, ambientes cheios, exibicionismo de corpos extremamente musculosos ou “sarados”, seja pelas muitas selfies nos espelhos, entre outros típicos comportamentos desses ambientes. 
Embora muita gente busque os exercícios físicos por motivos estéticos, há muitos que os procuram para superar doenças, assim como para prevenir outras, além de, com isso, investir mais na saúde e na disposição como um todo, deixando as questões estéticas como uma consequência do processo. 
Foi pensando principalmente nesse público que surgiram as clínicas boutiques de atividades físicas. Segundo o educador físico Eduardo Fischer, um dos responsáveis pela clínica boutique Movae, cada pessoa tem suas particularidades e precisa de um atendimento direcionado. “Caminhada não é para todo mundo, por exemplo. Aqui na clínica, antes de começar os treinamentos, todos os alunos passam por uma anamnese; são direcionados para fazer um exame específico laboratorial e orientados a nos trazer alguns exames médicos para avaliação. Somente depois disso conseguimos criar um treino específico para aquele indivíduo, focando nos objetivos e metas que ele deseja. Todo nosso atendimento é personalizado, desde a hora em que o aluno chega ao nosso espaço, seja pela recepção com frutas, mix de castanhas, máquina Nespresso, água saborizada, seja pelo aferimento de pressão arterial (que faz parte do protocolo de todos os alunos antes do início de cada dia de treino), orientação de um ou dois profissionais durante todos os exercícios e massagem relaxante nas finalizações de cada treino”, revela.
Além dos pontos citados por Fischer, diferentemente das academias tradicionais, caso o aluno tenha alguma necessidade específica também pode ser acompanhado por um profissional de fisioterapia. “Há alunos que já sofreram lesões mais sérias ou estão se recuperando de algum trauma ou cirurgia, por exemplo; eles precisam de um acompanhamento bem diferenciado. Na clínica, dispomos de um fisioterapeuta que acompanha os treinos do aluno quando necessário. Isso evita complicações, ajuda na evolução e proporciona mais segurança”, diz.
O médico vascular Felipe Coelho, 39, aderiu às atividades físicas na clínica Movae há 50 dias e percebeu diferenças significativas. “Sempre fiz atividade física”, comenta, “mas não gostava dos ambientes das academias tradicionais. Aquelas músicas altas, exibicionismo de corpos nos espelhos e de levantamentos de altos volumes de pesos nunca se encaixaram no meu perfil. A estética é importante e busco por ela, mas meu foco principal é saúde e qualidade de vida. Aqui, na clínica, finalmente encontrei esse conceito. Além disso, tenho hipertensão e um probleminha no quadril. Nas academias tradicionais, não existe um cuidado específico; você recebe aquela ficha de treino quase que padrão para seguir repetindo durante um bom tempo. Aqui não, eles trabalham com atividades totalmente voltadas para a minha causa. Sou acompanhado o tempo todo e os treinos não são monótonos. Existe uma variedade de estímulos para os grupos musculares e, no final de cada treino, ainda desfruto de uma ótima massagem. Realmente, o tratamento e o atendimento são diferenciados. Vale muito a pena para pessoas que prezam isso”, finaliza.

Serviço:
Rua Bento Munhoz da Rocha Neto, 535
http://clinicamovae.com.br
Tel.: (43) 3328-6101


Talita Oriani

Busca