Notícias

18/02/2018
Tradição inglesa, estilo londrinense
Atenção, força e velocidade são algumas das características que definem um treino de rugby

viva-julianarighetto2.JPG

O Pé Vermelho Rugby é um time que funciona como uma franquia: está presente em Londrina, Ivaiporã, Arapongas, Faxinal e Assis. “No Brasil, até pouco tempo, não era muito comum; hoje, sim. Quanto mais atletas estiverem treinando, o trabalho realizado também vai ser de mais qualidade”, explica o auxiliar técnico do time, Deoclécio de Oliveira, ou Peri, como é mais conhecido. O técnico do time é William Paredes Heckler. Peri também é técnico da equipe juvenil do Pé Vermelho.
“Desde 2001, muitos já passaram pelo time, e, ao saírem da cidade, acabam levando o treino para o lugar onde vão se estabelecer”, justifica Peri, referindo-se à expansão do jogo por diversos municípios. Hoje, o time conta com cerca de 120 atletas, entre juvenis e adultos, sendo 70 deles incluídos na categoria  adulto.
Integridade, paixão, disciplina e respeito são princípios do rugby. “É por meio da disciplina, do controle e do respeito mútuo que o espírito do jogo prospera. E no contexto de um jogo fisicamente desafiador (...), essas são as qualidades que desenvolvem o companheirismo e o senso de fair play, tão essencial para a sobrevivência e êxito do jogo”, diz o texto da World Rugby Laws (Leis do Rugby Mundial, em tradução livre), que pode ser encontrado no site da Confederação Brasileira de Rugby (CBRu).
Em relação à origem do rugby, a mais difundida entre as muitas lendas que existem sobre o assunto diz que o jogo surgiu por volta de 1823, com Willian Webb Ellis, a partir de uma jogada irregular do tradicional futebol, que então estava sendo disputado no colégio de Rugby, na cidade inglesa de mesmo nome, em Warwickshire. Sabe-se, porém, que muitos esportes jogados com as mãos eram praticados pela Europa naquela época. 
A bola é oval e tem cerca de 30cm de comprimento, e circunferências aproximadas de 75cm (comprimento) e 60cm (largura). Uma equipe é formada por, no máximo, 15 jogadores. As vestimentas são camiseta, calção, meias e chuteiras. Os equipamentos adicionais têm de seguir as especificações e conter o selo de aprovação da World Rugby.
As pontuações são feitas por meio do try (5 pontos), pênalti try (5 pontos), chute de conversão (2 pontos), gol de pênalti (3 pontos) e um drop gol (3 pontos). Os passes não podem ser feitos para frente, somente lateralmente ou para trás.
De acordo com Peri, e também a CBRu, o rugby é hoje o segundo esporte coletivo mais praticado em todo planeta. “Quando se trata de rugby, o pessoal é bem tradicional. Mantém os museus e honram os atletas antigos”, explica o auxiliar técnico.
Os treinos do Pé Vermelho adulto acontecem nas quintas-feiras, às 21h30, e aos domingos, às 16h. O time juvenil treina aos domingos, sempre às 16h. Os treinos são abertos a todos que tenham interesse, e acontecem pertinho da Gleba Palhano, no aterro do Lago Igapó.

Hugo Kitanishi

Busca