Notícias

13/10/2017
A vida útil do seu imóvel
A compra de um imóvel é um grande acontecimento em nossas vidas, o sonho realizado é uma conquista para toda a família
mãos a obra (2) freeimages.jpgfreeimages
Por isso, o momento da escolha, antes da compra, envolve o estudo cuidadoso de vários fatores como localização, tamanho, valor, acabamento, infraestrutura e por assim vai. Parte dessa escolha está ligada à estética, pois esse é um valor que se destaca aos nossos olhos. Por outro lado, a maioria de nós conhece alguém que comprou um imóvel e, tempos depois, teve uma "dorzinha" de cabeça com alguma surpresa inesperada. 
Uma dica importante, na hora da compra, portanto, é observar se a limpeza e a manutenção são feitas regularmente. Mas como isso pode impactar no seu imóvel? Simples. A garantia do imóvel está ligada diretamente à manutenção. Caso a manutenção não atenda ao descrito no manual do proprietário, a garantia pode perder a validade. 
Mas por que essa relação "manutenção x garantia"? A falta de manutenção pode ser equiparada a uma ação negligente, pois prejudica a durabilidade dos imóveis. 
Qual é a definição de "manutenção predial"? É o conjunto de atividades a serem realizadas para conservar ou recuperar a capacidade funcional do imóvel. Inclui a parte estrutural, elétrica, hidráulica, sistema de combate a incêndio, elevadores, sistemas de comunicação, limpeza, pintura, telefonia, sistema de gás e demais itens. 
Existem normas brasileiras específicas para a manutenção e, a partir de 2011, tornou-se obrigatória a entrega do "Manual de operação, uso e manutenção" pelas construtoras aos compradores. 

Cada sistema do imóvel pode ter uma garantia diferente, como, por exemplo: 

Esquadrias metálicas - de 1 a 5 anos
Instalações elétricas - de 1 a 3 anos
Paredes e revestimentos - de 1 a 3 anos
Estrutura - 5 anos 
Instalação de gás - 1 a 2 anos

Percebe-se, assim, que é necessário ter conhecimento e atuação constante na manutenção dos imóveis para que o desempenho, vida útil e garantias sejam mantidas. 
A manutenção vai muito além da pintura, graxa e limpeza de caixa d'água. Hoje em dia, os imóveis possuem sistemas que, antigamente, não eram presentes em nosso dia a dia, como o sistema de aquecimento a gás, ar condicionado, automação, saunas, internet. Com isso, a complexidade também aumentou. São diversos os documentos que fazem parte da "Documentação de manutenção". Por exemplo: Manual do Síndico; Relatórios de Inspeção de Elevadores; Atestado do sistema de SPDA; Certificados de ensaios de pressurização em mangueiras; Certificado de teste de estanqueidade do sistema de gás; Certificado de ensaio dos extintores... 
Outro fator importante, especialmente em condomínios, é que a saúde financeira é diretamente afetada pelo desempenho da manutenção. Com um Plano de Manutenção eficiente, as atividades e gastos são programados e despesas desnecessárias ou indesejáveis podem ser evitadas. 

Ruy Leite - Engenheiro Civil 

Busca