Notícias

12/09/2017
Driblando a falta de tempo
É cada vez mais comum escutar as pessoas, principalmente as mulheres, reclamando da falta de tempo e usando essa desculpa para não estar bem vestidas

Pat-logo.jpg

Muitas mulheres ficam à espera do dia em que as coisas estejam mais calmas para conseguir ter uma aparência bacana. A boa notícia é que esse dia não chega! Pelo menos não da forma como imaginamos. As demandas de vida vão se alternando, mas nunca cessam. Veja bem: primeiro, cuidamos dos nossos filhos e, quando menos esperamos, chegou a hora de cuidar dos nossos pais; primeiro, estamos atolados nos estudos e, depois, o trabalho nos envolve de um jeito assustador. 
Seja qual for a sua história, estou aqui para lhe dizer que ela pode e deve ser contemplada por você vestindo sua melhor roupa. Não podemos permitir que o piloto automático continue liderando nossas vidas e fazendo escolhas pouco coerentes com quem somos. Está mais do que na hora de assumirmos o posto presidencial e tomarmos decisões que nos ajudem a viver melhor. 
Tem gente que se sabota e torna tudo mais complicado. Comprar muita roupa, por exemplo, achando que o estoque em casa vai resolver o problema de estar malvestida gera ainda mais confusão, em vez de trazer soluções efetivas. Abrir o armário e encontrar 20 opções de calças, em vez de 10, pode parecer vantajoso, mas, na verdade, só gera mais stress pela necessidade de ter de tomar uma decisão diante de tantas possibilidades. A chave para tornar tudo mais tranquilo e ter uma imagem bem trabalhada é: simplicidade. 
Quem pensa simples descomplica tudo. Simplificar significa ter um estilo pessoal bem definido para saber em que investir. Significa não ter que trabalhar tanto para bancar um closet muito mais vasto do que se necessita. Quem simplifica escolhe uma maquiagem que serve para a vida corrida que se tem e não perde tempo nem dinheiro comprando um monte de itens que nunca vai usar. Você tem cinco minutos para se embelezar pela manhã? Ótimo! Vamos buscar um corte de cabelo que não exija ser modelado diariamente para ficar bonito.
Vestir-se é parte da vida, mas nem de longe o que se tem de mais importante. Desejo apenas que a roupa não lhe cause angústias desnecessárias e que seu espelho não denuncie uma pessoa sem tempo para se apreciar e cultivar um amor real por si mesma. Você já sabe que quem se ama cuida muito melhor do outro, não é mesmo? 
A ideia é ser uma pessoa com as atribuições que lhe cabem, mas que se cuida saudavelmente. Quem aparenta estar abandonada por si própria não transmite uma mensagem bacana nem emana uma energia positiva. Isso pode parecer pouco, mas repercute em diversas áreas da vida.Viver a vida no ritmo que cada uma de nós se impõe não é passaporte para o desleixo. Autocuidado e autoamor sempre foram e sempre serão muito bem-vindos. 

Gabriela Favoreto 
Consultora de estilo

Busca