Notícias

12/08/2016
Classificação do corpo feminino
Biótipos femininos

estilo.imagem ilustrativa2.jpg

Pera, triângulo invertido, ampulheta, retângulo, oval. Os corpos femininos são classificados, pela abordagem clássica, em um dos biótipos anteriormente descritos. Essas referências embasam muitas regrinhas que lemos e ouvimos diariamente em todos os tipos de mídia: mulheres de quadril largo não devem usar calça skinning, mulheres de ombros largos não podem usar tomara que caia e por aí vai. 
Mas você sabe o porquê de tantas regras? De onde elas vêm e para onde elas vão levá-lo? Venha comigo que vou matar sua curiosidade!
A definição do biótipo a que se pertence leva em conta as medidas dos ombros, da cintura e do quadril. A comparação entre a largura dessas três medidas gerará os seguintes resultados: 
. quadril mais largo que ombros e cintura (pera ou triângulo)), 
. quadril, cintura e ombros com a mesma medida (retângulo); 
. ombros com medida maior que as outras (triângulo invertido); 
. ombros e quadril na mesma medida e cintura menor (ampulheta); 
. região da cintura/abdômen saliente e arredondada. Medida da cintura maior que as outras duas (oval). 
Dentre os biótipos possíveis, considera-se o ampulheta o biótipo ideal, pois a mulher ampulheta possui cintura pequena e quadril e ombros totalmente proporcionais. O trabalho, portanto, concentra-se em deixar todos os demais biótipos o mais parecido possível com esse referencial, que é o corpo ampulheta. É esse o centro produtor da maioria das regras com as quais nos deparamos!  
Modelos diferentes de calças podem evidenciar ou disfarçar um quadril largo, por exemplo. Isso acontece com todas as peças que vestimos, pois elas sempre têm um efeito no nosso corpo. Sabemos que jamais iremos alterar a forma natural do corpo, mas, por meio da ilusão de ótica, conseguimos resultados incríveis na criação de um corpo mais proporcional! E, para que isso aconteça, é necessário saber escolher as peças de roupa corretas para o seu biótipo. Então, a indicação de determinadas peças busca sempre aparentar visualmente que o corpo tem as medidas de ombros e quadril proporcionais e que a cintura é marcada. Já a contraindicação é para as peças que acentuam ainda mais a desproporção existente entre as medidas dos ombros, cintura e quadril.
Existem ainda outras medições que fazemos na Consultoria de Imagem e Estilo Pessoal que extrapolam essa abordagem clássica e que oferecem subsídios importantes para vestir um corpo da forma mais harmônica possível. Avaliamos ainda distâncias, circunferências, volumes e alturas, além de analisarmos a coloração pessoal e mensagens que se deseja transmitir por meio da aparência. Com a bagagem de informações completa, conseguimos achar soluções personalizadas para todo tipo de mulher. Ficar mais elegante e confortável com o espelho é uma tarefa totalmente viável! 

Gabriela Favoreto - Consultora de Imagem

Busca