Notícias

14/03/2016
Larissa Galindo
Além de diversos edifícios, a arquiteta Larissa Galindo idealizou o maior empreendimento recente do bairro: o shopping Aurora

Familia 2013 - 0121.jpg

A londrinense Larissa Galindo pode dizer que ajudou a construir a Gleba Palhano. Em dezessete anos de profissão, a arquiteta foi responsável pelos projetos de vários edifícios residenciais e comerciais do bairro, fazendo de grandes empreendimentos verticais sua marca registrada. A inspiração para a profissão veio do pai, proprietário de uma das construtoras pioneiras no lançamento de edifícios na Gleba.
"A arquitetura é uma área encantadora e nos permite trabalhar com a beleza, para deixar as coisas mais bonitas, criando espaços onde as pessoas irão viver. Isso foi o que me atraiu", conta Larissa, que cursou também administração de empresas. Hoje, atua na criação de projetos para a construtora do pai e em trabalhos particulares de seu escritório.
Entre os projetos desenvolvidos na região de Londrina e também em São Paulo e Curitiba, o mais recente empreendimento é considerado pela arquiteta o maior desafio da carreira: o shopping Aurora, na Gleba Palhano, que deve ser inaugurado em abril. "Tenho um carinho especial pelo projeto, por ser algo que agrega valor a toda a cidade. Diferentemente de um prédio residencial, que é particular, configura-se como um espaço para todos", comenta Larissa, que também é moradora da Gleba. O Jornal da Gleba conversou com Larissa sobre os desafios da arquitetura e do bairro.

Jornal da Gleba: Por que escolheu a arquitetura e o que você acha importante na profissão?
Larissa Galindo: Desde criança estive ligada à área da construção. Escolhi a arquitetura por ser algo que me atraía e por poder continuar trabalhando junto à construtora. Cursei também administração para poder agregar valor ao meu trabalho. Sempre tento trabalhar com ideias contemporâneas, usando materiais atemporais, fugindo dos modismos. Em meus projetos, gosto de usar ideias que vão durar para sempre. 

JG - Por que escolheu a Gleba para morar?
LG - Acompanhei todo o desenvolvimento do bairro. Acho que o principal atrativo é o Lago Igapó, que é um espaço de encontros e de lazer para toda a família. Gosto muito da Gleba e de Londrina, e não trocaria aqui por outro lugar.

JG - Em quais projetos mais gostou de trabalhar?
LG - Fiz vários edifícios residenciais na Gleba. A primeira torre comercial do bairro também foi projeto meu, e, depois dela, várias outras surgiram. Mas o maior desafio, com certeza, foi o shopping. Foi um ano inteiro só de criação do projeto. Aprendemos muito, e acredito que o shopping era o que faltava na região. Com ele, a Gleba estará muito bem atendida, com um espaço muito agradável para lazer e compras.

JG - Como enxerga a Gleba em um futuro próximo?
LG - Vejo o bairro muito verticalizado e algumas coisas precisam melhorar, como o trânsito. O urbanismo também é outra questão a se pensar, pois, como existem muitos prédios, quem anda a pé pelo bairro só enxerga muros.

Fernando Bianchi 

Busca