Notícias

17/02/2016
Cinco metas para Gleba Palhano
Associação que representa os condomínios estabelece planos para 2016

IMG_5496.JPG


Ano novo, novos planos. Se isso vale para vida de cada um de nós, por que não valeira para o nosso bairro? Pensando assim, o Conselho de Condomínios Residenciais da Gleba Palhano, o  ConGP, estipulou cinco metas para o ano de 2016. Essas prioridades englobam vários aspectos da vida cotidiana de quem vive ou trabalha por aqui, como por exemplo: o trânsito, a segurança, e o engajamento da população nos temas de interesse do bairro. 
O Jornal da Gleba ouviu o presidente do ConGP Marcelo Canhada, e o secretário-geral da entidade Sidnei Amaro para que eles pudessem estabelecer as prioridades do Conselho e do próprio bairro. Foram discutidos vários temas, mas elencamos as cinco prioridades: segurança, trânsito, central de compras, fiscalização e participação popular. 
Segurança - Assim como outros bairros de Londrina, que sofrem com roubos, assaltos, tráficos de drogas e perturbação do sossego, na Gleba Palhano a situação não é diferente. Moradores próximos à Rua Toshio Imai, reclamam do tráfico de drogas e da baderna quando anoitece. De acordo com os vizinhos que não quiseram se identificar, falta patrulhamento no local. "Vamos buscar um dialogo maior com todas as forças de segurança, como a polícia civil, a militar e a guarda municipal. Gostaríamos de uma presença maior deles na nossa região", afirma Canhada. Ele também explica que o ConGP fechou uma parceria com uma empresa de segurança privada, e os condomínios associados que quiserem contratar o serviço pagarão um valor menor. 
Trânsito - Desde 2014, o ConGP vem dialogando com o IPPUL sobre o plano viário da Gleba Palhano. Contudo, falta pôr em prática uma série de ações. Por exemplo, o ConGP fez a compra de uma peça para um semáforo que seria instalado em um cruzamento da Gleba, mas até agora a administração do município não fez o serviço. Também não foi colocada em prática a eliminação do estacionamento do canteiro central da Rua Ernâni Lacerda de Athayde.  
Central de compras - Uma das principais iniciativas do ConGP colocada em prática em 2015. "Nossa central de compras é um sucesso. Conseguimos cadastrar diversas empresas que comercializam produtos que usamos no dia a dia dos condomínios, e pagamos valores significativamente mais baratos", aponta Amaro. Para ter acesso aos descontos da central de compras basta que o condomínio seja filiado ao ConGP, a meta da entidade é estender esse beneficio a todos os edifícios da Gleba Palhano.  
Fiscalização - "Vamos cobrar da prefeitura uma maior fiscalização no bairro", afirma Canhada. Ele reclama que falta vistoria em quase tudo. "Temos problemas com a poluição sonora, mato alto, ondulações nas ruas, calçamento inexistente em diversos terrenos, falta de acessibilidade, contêineres em frente de algumas obras e até focos do mosquito da dengue, mesmo assim a fiscalização é quase inexistente", diz o presidente do ConGP. 
Participação popular - O ConGP nasceu da iniciativa de alguns síndicos que queriam melhorar o bairro. Para Marcelo Canhada e Sidnei Amaro, o Conselho precisa iniciar uma nova fase, onde os moradores sejam os protagonistas das transformações da Gleba Palhano. "Os síndicos deram o pontapé inicial, agora os demais moradores devem nos ajudar com as suas habilidades, nosso bairro conta com uma alta concentração de profissionais altamente capacitados e seriam muito bem-vindos no ConGP" convida Canhada. O email da entidade é: [email protected], e o site é www.congplondrina.com.br

Rafael Montagnini

Busca